This wiki has no edits or logs made within the last 45 days, therefore it is marked as inactive. If you would like to prevent this wiki from being closed, please start showing signs of activity here. If there are no signs of this wiki being used within the next 15 days, this wiki may be closed per the Dormancy Policy. This wiki will then be eligible for adoption by another user. If not adopted and still inactive 135 days from now, this wiki will become eligible for deletion. Please be sure to familiarize yourself with Miraheze's Dormancy Policy. If you are a bureaucrat, you can go to Special:ManageWiki and uncheck "inactive" yourself. If you have any other questions or concerns, please don't hesitate to ask at Stewards' noticeboard.

Guia de estilo

Fonte: Guia dos Cineastas e Actores do Porto
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Verbal[editar | editar código-fonte]

  1. Sempre que possível, os cineastas deste grupo usam o português europeu como língua das obras artísticas, incluindo em títulos, legendas, genéricos e créditos finais — assim como em materiais secundários, como páginas da Rede e cartazes promocionais.
    1. Para preservar a língua e cultura portuguesa, apoiamos todos os esforços de se evitarem estrangeirismos. Consulte esta folha de humor rude, mas com algumas sugestões.
  2. Os membros deste grupo são encorajados a usar sotaques, expressões e linguagens específicas do Norte de Portugal nas suas obras.
    1. Os sotaques, expressões e linguagens do Norte de Portugal deverão ser usados em registo neutro ou positivo, e nunca de forma depreciativa (como por exemplo, usar um sotaque regional para indicar algum tipo de inferioridade, quer seja em de forma de escárnio, quer noutras formas de discriminação social implícitas).
      1. Gozar com sotaques regionais é uma prática centralista, de capitais que ridicularizam as diferenças interiores de culturas dos seus respectivos países para melhor praticar a colonização interna.
      2. Escrevermos personagens com sotaques mas inteligentes, cultas, e complexas, assim como termos actores locais com sotaques regionais como protagonistas das nossas histórias, é devolvermos a nossa dignidade cultural regional. É bom para nós próprios, e para o mundo.
  3. Recomendamos a todos os participantes rejeição do suposto Acordo Ortográfico de 1990, preferindo a ortografia clássica para todos os actos escritos, incluindo obras artísticas e seus materiais secundários.
    1. O uso da ortografia clássica sublinha a vontade do Norte de independência política e cultural da imposição dum Governo Central que não nos consultou.
    2. O nome desta comunidade escreve-se sem acordo ortográfico. Isto é, «Cineastas e Actores do Porto», e não «Cineastas e Atores do Porto».
      1. O mesmo para a ortografia da nossa etiqueta, #CineastasActoresPorto.
  4. Para evitar sermos mais um acrónimo, evite-se escrever «CAP» (quantas iniciais há no mundo exactamente iguais?), mas escreva-se sempre por extenso. Sim, dá mais trabalho, mas é a forma de toda a gente saber que somos Cineastas e Actores do Porto.
    1. Oralmente, para efeitos de brevidade, poderá dizer «os Cineastas».

Visual[editar | editar código-fonte]

A logomarca da nossa comunidade expressa-se num rectângulo, que significa ao mesmo tempo um ecrã panorâmico e a delimitação dum conjunto de profissionais da imagem em movimento.

O interior do rectângulo pode conter, de acordo com a preferência e a interpretação do que é melhor para o público-alvo, uma das três formas de expressar a nossa comunidade:

  1. Cineastas e Actores do Porto, por extenso
  2. A etiqueta #CineastasActoresPorto
  3. O endereço cineastas.pt